O USDA trouxe em boletim mensal de oferta e demanda informações que se referem aos números do mercado da soja. Foi divulgado que apesar de apresentar algumas mudanças, elas não foram o suficiente para alterar os números que já eram esperados de acordo com as expectativas criadas pelo mercado da soja.

Para o cenário dos Estados Unidos, houve a redução na safra norte-americana, fazendo com que a mesma fique em 119,53 milhões de toneladas, contra 120,43 milhões do mês anterior, a produção também passou por leves alterações, assim como a área destinada para plantação. Já com relação aos estoques finais, o USDA revisou os valores, e eles apresentaram um resultado positivo, passando de 12,11 milhões para 12,79 milhões, mas no geral, os números não ultrapassaram as expectativas. O boletim também trouxe os novos números para as exportações, e mostrou uma redução bastante expressiva para o segmento, já que elas passaram de 60,55 milhões para 58,79 milhões de toneladas.

Não foi somente para os EUA que os números foram revisados, de forma global, a produção apresentou números positivos, mesmo que de forma tímida, eles passaram de 348,47 para 348,57 milhões de toneladas, logo, os estoques globais ficaram em  98,57 milhões de toneladas, contra 98,32 milhões do boletim de dezembro.

Quando se fala em América do Sul, o Brasil foi o foco com suas mudanças expressivas. O período analisado foi o da safra 2017/18, e os valores finais saíram de 108 para 110 milhões de toneladas, os estoques ficaram em 22,36 milhões e as exportações para 67 milhões de toneladas. Na Argentina, o cenário foi diferente, já que a produção foi reduzida de 57 para 56 milhões de toneladas e os estoques de 37,17 para 36,17 milhões de toneladas, para os estoques, o resultado se manteve no mesmo patamar de 8,5 milhões de toneladas.

Em relação as exportações para a China no ao comercial 2017/18, os valores também continuaram em 95 milhões de toneladas.

COMPARTILHAR
Estudante de Publicidade e Propaganda, pronta para novos desafios e buscando trazer sempre o melhor conteúdo para os leitores.