Em relação aos grãos de café tipo arábica e robusta, as movimentações no mercado brasileiro seguem um ritmo mais lento desde o início deste ano. A safra referente ao período 2017/18 apresenta uma menor oferta, e até o momento, o que mantém as cotações próximas das pretendidas pelos vendedores é a expectativa em torno de uma boa produção em 2018/19. Colaboradores consultados pelo Cepea acreditam que o ritmo deve retomar força apenas nos próximos meses, período em que os produtores voltem a demonstrar interesse e negociar maiores volumes do grão, quando a necessidade de fazer um novo caixa aparecerá para a colheita da nova safra. Já do lado comprador, o que vemos é um baixo interesse também, tendo em vista que as negociações estão sendo feitas apenas de forma pontual. Existe a espera pelo início da nova temporada para comercializar maiores volumes do grão a preços possivelmente menores.

COMPARTILHAR
Estudante de Publicidade e Propaganda, pronta para novos desafios e buscando trazer sempre o melhor conteúdo para os leitores.