Ex-presidente condenado ironizou justificativa do juiz da Lava Jato para receber benefício e ‘aconselhou’ brasileiros sem reajuste a fazer o mesmo.

“Eu tenho um conselho: o povo brasileiro que não recebe reajuste agora já pode requerer auxílio-moradia, como o Moro fez”, disse, em entrevista à Rádio Jornal, de Recife (PE).

Entre outras críticas ao juiz que o condenou em primeira instância, o petista também ressaltou que Moro recebe “um alto salário, 30.000 reais por mês”. Ao jornal O Globo, o juiz federal utilizou o fato de não obter reajuste desde 2015 como compensação para o benefício mensal de 4.377 reais – que, apesar de discutível moralmente, é autorizado por uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula também se disse “pasmo” com a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que manteve a sentença do juiz federal e aumentou a pena pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro para o total de doze anos e um mês.

“Eu imaginava que a segunda instância viria para corrigir. Fiquei pasmo que os juízes estavam mais preocupados em livrar a cara da primeira instância”, criticou o ex-presidente, que também chamou os integrantes da força-tarefa da Lava Jato de “bando de messiânicos” que tentam “transformar as mentiras deles em verdade”.

COMPARTILHAR
Contrate Miguel Daoud para seu evento. Palestrante de política e economia com especialização em agronegócio. Formado pela Escola Superior de Administração de Negócios pela Universidade Católica de São Paulo - PUC. Apresentador e comentarista com experiência televisiva em emissoras como Canal Rural, Rede Globo e Globo News. Saiba mais em http://migueldaoud.com.br.