DF - SENADO/BOLSONARO - POLÍTICA - O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) é visto no plenário do Senado, em Brasília (DF), nesta terça-feira. 11/02/2014 - Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

O Datafolha realizou sondagens em que o petista não aparece. A saída de Lula impulsionaria principalmente Marina e Ciro Gomes. Na comparação de cenários com e sem a participação do ex-presidente, Marina passa de 8% para 13%, enquanto Ciro cresce de 6% para 10%. Outros candidatos também crescem, mas com menos intensidade: tanto Alckmin quanto Huck sobem de 6% para 8%. Nesse cenário, Bolsonaro aparece em primeiro lugar, com 18%.

Favorito para se candidatar à Presidência pelo PSDB, Alckmin patina em todos os cenários, com variação de 6% a 11% das intenções de voto. No segundo turno, o tucano seria derrotado por Lula e aparece tecnicamente empatado em uma disputa com Ciro Gomes. Nesta segunda simulação, quase um terço dos eleitores diz que votaria em branco ou nulo.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), outra alternativa dos tucanos para a corrida, também não decolou: aparece com, no máximo, 5% das intenções de voto.

COMPARTILHAR
Contrate Miguel Daoud para seu evento. Palestrante de política e economia com especialização em agronegócio. Formado pela Escola Superior de Administração de Negócios pela Universidade Católica de São Paulo - PUC. Apresentador e comentarista com experiência televisiva em emissoras como Canal Rural, Rede Globo e Globo News. Saiba mais em http://migueldaoud.com.br.