A propriedade do produtor é sagrada sim, e o produtor tem todo o direito de defendê-la.

Eu tenho lado, que é o lado do produtor rural! Que precisa ter o direito de se defender de todas as formas possíveis!

Uma de minhas lutas, é para que o produtor rural possa se capacitar de forma acessível para consequentemente ter o direito de se proteger com armas do porte que for necessário para cada caso.

Assim o produtor poderá escolher qual a melhor forma de proteger sua propriedade, seu patrimônio e o mais precioso de tudo, sua família.

Conheço o mundo real de cada um que produz, que está no dia a dia no campo, que é duro! Muito diferente do mundo cor-de-rosa que alguns teimam em querer incutir de forma distorcida.

O Estado não consegue chegar em todos os lugares. Nos grandes centros já é ineficiente, que dirá em locais distantes. E tudo pode acontecer nas terras de quem produz! Reforço: O produtor tem sim o direito de se proteger! De todos os tipos de invasões!

Ninguém está obrigando qualquer pessoa a se armar. É apenas poder conceder este direito aos brasileiros de bem que temem em um Estado ineficiente em tantas coisas, principalmente na segurança pública.

Até mesmo o catecismo da igreja católica já falava sobre legítima e proporcionada defesa.

“O amor a si mesmo permanece um princípio fundamental da moralidade. Portanto, é legítimo fazer respeitar seu próprio direito à vida. Quem defende sua vida não é culpável de homicídio, mesmo se for obrigado a matar o agressor: ‘Se alguém, para se defender, usar de violência mais do que o necessário, seu ato será ilícito. Mas, se a violência for repelida com medida, será lícito… E não é necessário para a salvação omitir este ato de comedida proteção para evitar matar o outro porque, antes da de outrem, se está obrigado a cuidar da própria vida.” (Sto Tomás de Aquino, Catecismo da Igreja Católica 2263-2265)

O vídeo de Jair Bolsonaro enfatizando que defende o direto do produtor se defender e concordado com ataques a invasores, corrobora com sua habilidade de falar a língua das pessoas que querem o ouvir.

Jair Bolsonaro falou a língua do produtor rural que não aguenta mais ser saqueado, sofrendo a calamidade da violência brasileira, nas mãos de marginais impiedosos.

É um sentimento legítimo que ganhou uma voz mais ampla, goste ou não. O que é que os políticos que aí estão fizeram pelo produtor rural até hoje pra resolver esta questão? Fica a reflexão.

COMPARTILHAR

Contrate Miguel Daoud para seu evento. Palestrante de política e economia com especialização em agronegócio. Formado pela Escola Superior de Administração de Negócios pela Universidade Católica de São Paulo – PUC. Apresentador do Canal Rural com participações em jornais da Rede Globo e Globo News. Saiba mais em http://migueldaoud.com.br/palestra-agronegocio/