Ao que parece, os próximos dois anos devem ser de investimentos na produção de café no estado do Mato Grosso,isso porque o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, anunciou investimento de R$ 6 milhões para a produção de café. O que deve acontecer é o cultivo de mudas de café geneticamente modificadas para alavancar a quantidade de sacas colhidas.

Blairo Maggi, ministro da Agricultura, informa que tal investimento no segmento faz parte de um projeto intitulado ProCafé, que é desenvolvido em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Na declaração, Blairo diz – “Entramos com esse reforço financeiro e de transferência de tecnologia para a região”.

Pedro Neto, diretor responsável pelo departamento de Desenvolvimento de Cadeias produtivas do órgão, explicou que o objetivo é oferecer aos agricultores, pacotes com mudas de café e tipos variados de sementes, junto também da capacitação dos funcionários e técnicos locais.

Devem ser utilizadas as mudas de café que foram geneticamente modificadas, de acordo com Alaerto Marcolan, diretor da Embrapa. Segundo ele, esse tipo de café poderá produzir cerca de 40 sacas por hectare, sendo que hoje a média é de 5,8, o que é muito mais do que um café normal. Em números, o Estado hoje, produz cerca de 0,2% do volume total do país e o potencial da região para tal cultura alimenta as expectativas de quem investe na produção do grão.

COMPARTILHAR

Estudante de Publicidade e Propaganda, pronta para novos desafios e buscando trazer sempre o melhor conteúdo para os leitores.